DAI

Doutorado Acadêmico Industrial

MAI

Mestrado Acadêmico para Inovação

Conheça os Programas

O DAI e o MAI são modalidades de ingresso em cursos de doutorado e mestrado acadêmicos da UFABC. No DAI, o projeto de pesquisa resulta de um período passado pelo aluno em laboratórios e centros de pesquisa de empresas e indústrias públicas ou privadas.


O projeto que resulta desse período é desenvolvido em colaboração entre a universidade e a empresa.


O DAI é estruturado em duas fases, uma de pré-doutorado (fase de garimpagem do projeto – duração máxima de 6 meses) e uma de doutorado (fase de execução do projeto). Durante cada uma dessas fases o aluno conta com supervisão/orientação acadêmica e industrial. A passagem da fase de pré-doutorado para a fase de doutorado está sujeita a uma avaliação, que entre outros aspectos, irá considerar a adequação do projeto do aluno aos objetivos do programa.


O MAI, recentemente lançado como projeto piloto pelo CNPq e UFABC, é estruturado em somente uma fase. Após aprovação no processo seletivo, o candidato possui o prazo de 6 meses para assinar um Acordo de Pesquisa, Desenvolvimento e Inovação (APDI) com alguma empresa credenciada. Uma vez selecionado o projeto e assinado o APDI, o aluno é matriculado como regular e pode contar com o suporte de dois alunos de iniciação tecnológica para o desenvolvimento do projeto. Durante todo o aluno conta com supervisão/orientação acadêmica e industrial. A passagem para aluno regular de mestrado está sujeita a assinatura do APDI com a empresa e UFABC


São aceitáveis projetos de pesquisa, desenvolvimento ou inovação (P&D&I) de interesse comum da empresa e da universidade. Esses projetos podem ter como objetivo o desenvolvimento de novos materiais, aparelhos, equipamentos, técnicas, softwares, algoritmos, etc.


O programa envolve três parcerias institucionais:


a) a UFABC;

b) uma empresa ou indústria privada, pública ou de economia mista que desenvolva atividades de pesquisa, desenvolvimento ou inovação (P&D&I) em instalações próprias ou em instalações de terceiros;

c) no caso do DAI, o CNPq, que financia a fase de pré-doutorado por meio de uma bolsa (com vigência limitada a 6 meses) e, se dessa fase resultar um projeto de doutorado acordado entre a empresa e a universidade, financia esse projeto por meio de uma bolsa de doutorado convencional. Para o MAI o CNPq financia o projeto por meio de uma bolsa de mestrado convencional e duas bolsas de iniciação tecnológica.